twitter
    Siga-nos no Twitter (Follow Me)

Transformando cabelo em diamante


Recentemente o jogador de futebol Pelé utilizou uma técnica para transformar seu cabelo em diamante (artificial) para presentear sua mãe. Entenda o que aconteceu:

O diamante:

O diamante encontrado na natureza é feito, basicamente, de puro carbono. Já o cabelo é feito de carbono e de outros elementos. Quando os fios de cabelo são submetidos à altíssima pressão e temperatura, o arranjo de átomos de carbono é comprimido de tal forma, que o resultado é um diamante artificial.

O processo:

O primeiro passo é derreter o cabelo. Num forno, as temperaturas chegam a 1.500ºC. O cabelo derretido forma uma pasta, essa pasta fica sob uma prensa até ficar dura. Nesse processo o cabelo foi transformado em uma pastilha de carbono. De agora em diante começa a surgir uma preciosidade. A máquina utilizada reproduz numa escala menor as mesmas condições do centro da Terra. O tempo que a pastilha fica dentro da máquina é que vai determinar a cor do diamante. Para virar jóia, o cabelo ficará no mínimo por 10 dias na máquina.

O resultado:

A pedra, que é feita através do fio de cabelo, devido à qualidade, à dureza, é a mesma de um diamante natural.

A química envolvida:

Alotropia (do grego allos, outro, e tropos, maneira) foi um nome cunhado por Jöns Jacob Berzelius e que hoje designa a propriedade de certas substâncias de existir em diferentes modificações; as várias formas são conhecidas como alotropos. Jons Jacob Berzelius, no entanto, usou o nome num sentido completamente diferente. O fenômeno da alotropia consiste em que um elemento químico pode originar substâncias simples diferentes. Alotropia é o fenômeno em que um mesmo elemento químico forma substâncias simples diferentes. Estes elementos podem ser Oxigênio (O), Enxofre (S), Carbono (C) ou Fósforo (P).

Os átomos de carbono podem se organizar de maneira diferente e formarem as substâncias carvão, grafite ou diamante, bem como substâncias artificiais conhecidas como fulereno (ou buck-balls).

O grafite é o mais estável e ocorre espontaneamente. O carvão é resultado da decomposição de plantas (carvão vegetal) ou animais (chamado carvão mineral). Já o diamante é o mais instável, não ocorrendo de maneira espontânea, somente quando há grande pressão e/ou temperatura sobre ele. Em laboratório é possível, embora não economicamente viável, transformar-se grafite em diamante aplicando grande pressão e temperatura sobre ele.

Diamante e grafite são, pois, as formas alotrópicas do elemento químico carbono. Estas substâncias diferem entre si pela estrutura cristalina, isto é, pela forma de seus cristais. A maneira dos átomos de carbono se unirem é diferente, na grafite e no diamante.

Não apenas Pelé teve seu cabelo transformado em diamante artificial, Bethoven, Michael Jackson e outros artistas tiveram seus cabelos transformados em diamante.

É a química sendo expandida...

by Bruno Leite (lattes)

2 comentários:

Anônimo disse...

que legal ameeeei esse post *-* nunca ia imaginar que meu cabelo ruim serviria pra alguma coisa.
:D

(Elcilene Pessoa - CME)

Anônimo disse...

Dayanne Melyssa CME 1°MB

Poxa muito interessante!
Ameei..
depende da quantidade de cabelo que for colocada?

Tabela Periódica

Compartilhe